Vídeos de alunos e instrutores da PC de Rondônia dançando hit do carnaval 2018 divide opiniões

06/02/2018

 

Vdeos de alunos e instrutores da Polcia Civil de Rondnia danando hit do carnaval 2018 divide opinies

 

Porto Velho, RO – Os dois vídeos em que aparecem alunos e instrutores de Rondônia pertencentes à Academia de Polícia Civil (Acadepol) dançando a coreografia da música Que tiro foi esse?, de Jojo Todynho, viralizaram rapidamente nas redes sociais.

O hit carnavalesco controverso gerou recentemente, inclusive, a demissão de quatro funcionários do Hospital Santa Izabel, em Salvador, instituição privada de saúde.

 

Na última segunda-feira (05), Rondônia Dinâmica entrou em contato com Eliseu Muller de Siqueira, diretor-geral da Polícia Civil (PC/RO) para que comentasse o assunto. Embora tenha aceitado o encontro, não respondeu mais às investidas da reportagem até a publicação da matéria.



ENTENDA
Vídeo 'Que Tiro Foi Esse?' dentro de hospital rende demissão em Salvador

A redação ainda tentou contato com Túlio Anderson, diretor da Acadepol – também sem êxito.

 

As imagens causaram polêmica e dividiram opiniões até mesmo entre policiais.

 

Um grupo que reúne escrivães, delegados e agentes compreende a vinculação do brasão do Estado de Rondônia e da insígnia da PC/RO à música que, na visão dos críticos, faz apologia ao crime, algo acintoso. A atitude seria, para eles, passível de responsabilização e punição aos envolvidos.

 

“Porque a música é horrível, [faz] apologia à bala perdida que todo dia mata inocentes”, diz um agente que não quis se identificar.

 

Mas há o outro lado da moeda: muita gente não se incomodou com a “brincadeira” e não vê absolutamente nada de errado em reunir pessoas e usufruir, em tom bem humorado, de um momento de descontração.

 

Para esse polo, estão enxergando “pelo em ovo”, criando estardalhaço por nada.

 

Entre uma opinião e outra, eis os vídeos para que o leitor tire as suas próprias conclusões.

E aí, esse tiro foi um tiro no pé?

Autor / Fonte: Rondoniadinamica